segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Pagar as reclamações trabalhistas seria mais barato que manter Justiça do Trabalho

imageUsualmente, no blog direito empresarial, não costumamos fazer simples veiculação de notícias constantes de outros sites, uma vez que procuramos sempre publicar posts com alto valor agregado.

No entanto, desta vez decidimos abrir uma exceção para a matéria publicada hoje no jornal “o Estado de São Paulo”, segundo a qual se o Poder Público resolvesse pagar todas as reclamações trabalhistas, sairia mais barato do que manter a estrutura da Justiça do Trabalho em funcionamento.

A reportagem retrata que, segundo dados do próprio Tribunal Superior do Trabalho (TST), em 2010, a despesa foi de R$ 61,24 para cada brasileiro, 8,64% a mais do que no ano anterior (R$ 56,37), totalizando R$ 11,680 bilhões. Em igual período, foram pagos aos reclamantes R$ 11,287 bilhões, ou 10,3% mais que em 2009.

Note-se ainda que a conta supracitada não inclui outras despesas, tais como aquelas decorrentes dos órgãos de fiscalização do trabalho, componentes da estrutura do Ministério do Trabalho, as contribuições sindicais (tributos pagos pelos trabalhadores para a manutenção dos sindicatos) e outros órgãos com funções ligadas à Justiça do Trabalho, como o Ministério Público do Trabalho.

 Clique aqui para ver a reportagem no site do jornal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direitos autorais protegidos

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More